Economia britânica prejudicada por problemas de saúde oral

por Ana Rita Costa 1 de Julho – 2013
Um estudo da Fundação Britânica de Saúde Oral realizado a nível nacional revelou que mais de 415 mil trabalhadores faltaram ao trabalho no último ano devido a problemas de saúde oral. Cerca de 1,1 milhões de pessoas admitiram faltar para resolver os problemas dentários dos filhos.
A Fundação estima que as empresas tenham perdido cerca de 36,6 milhões de libras no ano passado devido ao facto das pessoas faltarem ao trabalho para resolverem problemas dentários.
Outra investigação da mesma instituição descobriu que menos de um em cada dez trabalhadores recebeu informação dos seus patrões acerca da importância de manter uma boa saúde oral.
O Diretor Executivo da Fundação Britânica de Saúde Oral, Nigel Carter, acredita que se as empresas dessem importância ao bem-estar dentário dos seus colaboradores, como dão ao resto da saúde, poderiam reduzir as faltas inesperadas dos trabalhadores.
Para Nigel Carter “este estudo mostra um número significativo de pessoas que se veem obrigadas a faltar ao trabalho todos os anos devido a problemas de saúde oral completamente preveníveis. O que muitas empresas não percebem é que uma má saúde oral está a ligada a doenças graves como a diabetes, os AVC’s e os problemas cardíacos”.