Disfunção Têmporo-mandibular

Dra. Athina Luiza Bamihas

 

A DTM – Disfunção Temporo-mandibular é um termo utilizado para reunir um grupo de doenças que atingem os músculos faciais, mastigatórios, ATM-Articulação Temporomandibular e estruturas adjacentes.
A Articulação Têmporo-mandibular (ATM) faz a união da mandíbula com o crânio e é responsável por todos os movimentos da boca. Esta estrutura, quando apresenta algum problema, afeta, também, os músculos relacionados a ela. Este processo é chamado de DTM.
Os sinais e sintomas mais freqüentes são dor de cabeça, pescoço, ombros, dor na face, dor ou sensibilidade nos dentes, dor retrocular, estalidos e/ou dor próximo à região do ouvido, dificuldade para falar, mastigar, bocejar, engolir alimentos, dormência nos braços, zumbidos, vertigem, e limitação dos movimentos da mandíbula.
Disfunção-Temporo-mandibularCom relação à incidência, estatisticamente, sabemos que 33% das pessoas afetadas por dores orofaciais crônicas têm como causa DTM. Nos Estados Unidos, por causa desta disfunção, a cada ano, são perdidos 17,8 milhões de dias de trabalho para cada grupo de 100 milhões de trabalhadores.
Atualmente, os tratamentos têm sido mais conservadores, evitando-se métodos invasivos. Estas disfunções podem ser tratadas de forma multidisciplinar, associando, Ortopedia Funcional dos Maxilares, Ortodontia, Reabilitação Oral e ajuste oclusal com Fisioterapia, Fonoaudiologia, Psicoterapia, Acupuntura e medicamentos. Como método invasivo, temos as cirurgias. As pesquisas têm avançado muito nesse campo e estão cada vez mais precisas, com isso tem nos proporcionado terapias mais eficazes.
A eficácia e a resposta ao tratamento dependem do estágio de desenvolvimento e evolução da doença, da conscientização do paciente para seguir todas as recomendações, da capacidade individual de resposta e reparo tecidual e de vários outros fatores.
Quando não é tratado, o problema tende a se agravar, com aumento da duração, freqüência e intensidade da dor. Nesse momento, pode existir o comprometimento das funções a ponto do paciente ter limitações nos movimentos da boca e estruturas adjacentes. A articulação com trauma contínuo pode, também, sofrer processo degenerativo.
Nos dias atuais, devido ao grande estresse, as pessoas vem somatizando, desenvolvendo cada vez mais problemas musculares por tensão. É uma patologia que merece uma atenção especial, pois traz outras conseqüências, e exige que os profissionais da área de saúde, em especial da Medicina e da Odontologia, estejam capacitados para identificar, diagnosticar e encaminhar seus pacientes a especialistas, para que a disfunção seja devidamente tratada.
Direcionar o indivíduo para o tratamento adequado é uma das funções da Odontologia do Trabalho.